Ericsson comentou que o DRS é a última coisa que ele sente falta

Marcus Ericsson não sente falta do DRS desde que deixou a Fórmula 1. O ex-piloto da Sauber agora está ativo na Indy. A Fórmula 1 utilizou neste final de semana no Bahrein, uma terceira zona adicional de DRS.

Ericsson tem algumas lembranças ruins sobre o DRS. Por exemplo, em 2018, ele bateu muito forte durante os treinos livres em Monza, quando sua asa traseira não fechou, e ele entrou na curva com a asa aberta na primeira chicane.

Em um tweet, ele comentou que acha uma má idéia introduzir mais zonas de DRS.

“Não tenho certeza sobre isso. Uma das grandes coisas que eu encontrei na Indy até agora, é o fato de que não temos DRS, e isso significa que há muito mais lutas adequadas no volante, roda a roda, curva a curva. Você não precisa esperar por uma zona DRS para ultrapassar, você só vai para cima quando tiver a chance”, disse Ericcson.

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – ePRIX DE SANYA | Melhores Momentos | FÓRMULA E 2018/19 – 6ª etapa

Confira o GRID COMPLETO da temporada 2019 da COPA TRUCK:

F1 2019 | Ferrari apresenta SF90 vermelha e preta fosco:

F1 2019 | MCLAREN apresenta o MCL34:

F1 2019 | Red Bull apresenta RB15 ‘roxo, preto e vermelho’:

F1 2019 | Mercedes apresenta nova pintura para o W10:

FÉRIAS F1MANIA | Pilotamos uma FERRARI 488 GTB no SPEEDVEGAS:

Matéria completa: https://f1mania.lance.com.br/indy/ericsson-comentou-que-o-drs-e-a-ultima-coisa-que-ele-sente-falta/